Feijoada Carioca

O Rio de Janeiro marca sua cozinha com a brasileiríssima Feijoada á Carioca, que se tornou conhecida internacionalmente. Também são famosos os tira- gosto de boteco que acompanham a especialíssima cerveja gelada.

  • 1 kg de feijão preto
  • ½ kg de carne seca
  • ½ kg de lombo de porco defumado
  • ½ ponta de agulha fresca
  • ½ kg de costela  de porco
  • língua de boi defumada
  • 100g de paio, bacon
  • 200g de linguíça portuguesa defumada
  • orelha, rabo e pé de porco, salgados,
  • 1 colher de sopa de banha ou óleo
  • 2 cebolas
  • 1 cabeça de alho
  • sal se necessário
  • 3 folhas de louro
  • pimenta dedo de moça
  • 2 laranjas

Deixar de molho na água, a carne seca e as outras carnes de porco salgadas, na geladeira, no mínimo por por 24 horas e o feijão de um dia para o outro. Trocar a água, à cada 6 horas. Lavar e escorrer bem as carnes para as dessalgar  e aferventá-las, misturadas com o bacon, a língua e 2 laranjas com a casca  cortadas ao meio, por 20 minutos. Jogar fora essa água gordurosa e as laranjas. Juntar o feijão, cobrir tudo com água limpa e cozinhar por tês horas. Acrescentar então, o paio, a linguiça, o lombo de porco defumado e as folhas de louro e os demais temperos e deixar cozinhar por mais uma hora.

Preparar o tempero da feijoada, em outra panela, fazendo um refogado com óleo,   cebola e alho picado, juntar a pimenta picada. Adicionar uma concha de feijão e deixar cozinhar, até pegar gosto. Voltar com esse tempero para a panela da feijoada e cozinhar por mais alguns instantes apurando bem o tempero e se necessário, ajustar o sal.

Servir com arroz branco, couve à mineira, farinha de mandioca e molho de pimenta. Acompanha laranjas descascadas  e caipirinha de cachaça e limao..

MOLHO de PIMENTA

Esmagar 1 pimenta – malagueta com sal, alho socado, cebolinha cortada em rodelas, caldo de limão e um pouco de caldo de feijão.

Merece destaque o trabalho realizado pelo Sr. Ocilio Ferraz, da Fundação Nacional do Tropeirismo, na pequena cidade de Silveiras e no Centro de Tradição Tropeira, em Lorena, ambas em São Paulo, que mantém a tradição, preservando as centenárias receitas como o Afogado, a Carne de Bocaina com pinhões, o Frango ao molho pardo e ainda o Frango da Revolução, cozido no leite coalhado, servido para os revolucionários de 1932. A cozinha atual, mantém os pratos tradicionais como o Virado a Paulista, com feijão, torresmo (toucinho crocante), costeleta, lingüiça, ovos fritos e couve, o Cuscuz Paulista e também a pamonha e o curau, preparados com o milho na época da colheita.

abril 3rd, 2017