Carta De Princípios

CARTA DE PRINCÍPIOS

 

Em 1983, na França, nascia a Academia Internacional de Gastronomia, formada inicialmente por academias nacionais europeias com a finalidade única de preservar e promover as suas diferentes peculiaridades gastronômicas. Desde então outras academias de gastronomia se desenvolveram em diversos países como as legítimas representantes dos interesses de preservação e promoção da cultura gastronômica de suas regiões.

O Brasil tem o dever de defender seu patrimônio cultural constituído pela rica diversidade das características regionais de sua gastronomia – do produto dos seus campos à mesa de seu povo, pelos ingredientes, pelos pratos, pelos costumes, pelas técnicas e pelos saberes gastronômicos que fazem parte essencial da formação da identidade cultural de sua sociedade. Assim, com o objetivo de preservar e promover a cultura gastronômica brasileira, de promovê-la nacional e internacionalmente, e de zelar pela saúde alimentar do povo brasileiro, nasce a Academia Brasileira de Gastronomia, como organização de interesse público para a representação e a defesa destes objetivos através da sua atuação institucional.

A Academia Brasileira de Gastronomia será formada por membros convidados de diversas áreas de atuação na sociedade, entre as expoentes personalidades culturais que tenham notável conhecimento da cultura gastronômica brasileira e o sentido comum da apreciação, da preservação e da promoção desta cultura em todas as suas peculiaridades. Serão vitalícios e em número limitado. A Academia buscará sua ampla representatividade através da presença de membros provenientes das diversas regiões gastronômicas do nosso território. A exceção entre os membros será de cozinheiros e proprietários de restaurantes, profissionais estes que têm seus interesses comerciais no setor como impedimento para sua participação no seio das academias. Estes serão convidados, incentivados e beneficiários das ações da Academia, sendo que profissionais de cozinha poderão ainda receber o título honorário de Membro Maestro da Arte.

A Academia Brasileira de Gastronomia é única no Brasil filiada à Academia Internacional de Gastronomia. Atuará com isenção política, seja pública ou setorial, tendo o seu fim único e exclusivo para o bem cultural gastronômico brasileiro. Constituir-se-á como organização sem fins lucrativos, reger-se-á por estatuto próprio e pela legislação brasileira e desenvolverá atividades de interesse público. Sua finalidade se expressará através de ações como certificações de qualidade e de procedência, como indicações geográficas, e através de premiações, publicações, eventos, avaliações, conferências, palestras, cursos, recomendações e demais atividades voltadas aos seus objetivos.

A Academia Brasileira de Gastronomia se relacionará ainda com as demais academias de gastronomia de outros países e com as academias regionais a ela filiadas, em regime de ativa e mútua colaboração para a realização de suas atividades.

 

A Academia
Em sua fundação, em São Paulo, aos 02 de março de 2001